Total de visualizações de página

Seguidores

terça-feira, 16 de março de 2010

TOQUEM OS CLARINS ACADÊMICOS!

Caros colegas, tenho o prazer de comunicar que defenderei galhardamente minha tese. Anotem os dados, abaixo. Fica o convite para que aqueles que puderem participar, será um prazer.

Programa de pós graduação em Música - Unicamp

Título da tese: AXÉ, ORIXÁ, XIRÊ E MÚSICA:
Estudo de música e performance no candomblé queto na Baixada Santista


Orientador: Prof. Dr. José Roberto Zan
Banca (titulares e suplentes)
Profs. Drs.:
Ângelo Nonato Natale Cardoso (UFMG); Vagner G. Silva (FFLCH USP), Rafael dos Santos e Fernando Hashimoto (IA UNICAMP); Alberto Ikeda (UNESP), Eduardo Vicente (ECA USP), Nei Carrasco e Esdras Rodrigues (IA UNICAMP).

RESUMO


Um estudo que discute a relação entre música e ritual no candomblé queto, principalmente na maneira como ela se apresenta nas festas públicas desta religião afro-brasileira, cuja teologia se baseia nos conceitos de orixá – suas divindades; e de axé – seu fundamento principal, princípio dinâmico que estrutura a religião.
Com suas bases teóricas na etnomusicologia e nas antropologias interpretativista de Clifford Geertz, e na da performance, de Victor Turner, busca-se uma etnomusicologia interpretativista apoiada na prática da transcrição densa.
Observa-se assim que os sons são utilizados no candomblé queto como um conjunto de elementos significativos que se articulam em discurso no fluxo da performance, incorporando sonoridades de forma integrada à totalidade ritual e mítica, mostrando a existência de uma linguagem de sonoridades múltiplas articuladas, a partir de uma “gramática” musical que se efetua em discurso ritual.
Palavras-chave: Candomblé e música, religiões afro-brasileiras, etnomusicologia, performance.

Data: 30 de março, 09h30
Local: sala 3 do CPG IA - UNICAMP - Barão Geraldo, Campinas / SP
************************************************************************

4 comentários:

pedropaulo disse...

Legal! Muito Axé p voce na apresentação! Se puder vou assistir. Abração!

Márcia Costa, jornalista; Marcelo Ariel, escritor; Flávio Viegas Amoreira, escritor; e Alessandro Atanes, jornalista. disse...

Logo, logo, dotô.
Parabéns

vasconcelos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
vasconcelos disse...

Muito axé e tranquilidade na sua defesa! Quando é que você vai dar um seminário prá família? Beijão, Jaque